01 novembro, 2021

1º Novembro- Dia de Todos os Santos

 


No dia 1º de novembro, a Igreja Católica celebra a Solenidade de Todos os Santos, reconhecidos e anônimos. É a celebração de todos aqueles que compartilham do triunfo e da glória de Cristo, em virtude do esforço de seguir de perto o Mestre, cooperando com a sua graça.

A Solenidade de Todos os Santos tem suas origens no século IV, quando o número de mártires na Igreja tornou-se tal que era impossível atribuir um dia do ano para lembrar cada mártir. Por isso, a Igreja optou por fazer uma celebração conjunta para homenagear todos aqueles que chegaram ao céu, em um único dia, uma vez por ano.

Quando, em 13 de maio de 610, o Papa Bonifácio IV dedicou o Panteão Romano ao culto cristão, consagrou o novo templo à Santíssima Mãe de Deus e a todos os mártires. A partir de então, a celebração de Todos os Santos foi fixada nessa data e assim permaneceria por muitos anos até que o Papa Gregório IV, no século VII, transferiu a celebração para 1º de novembro. É muito provável que a decisão do Papa Gregório foi neutralizar o festival pagão de "Samhain" ou Ano Novo Celta, que é celebrado na noite de 31 de outubro.

Em 2013, o Papa Francisco fez uma bela exortação à multidão que o acompanhou na celebração desta Solenidade: “Deus vos diz: não tenham medo da santidade, não tenham medo de almejar, de se deixar amar e purificar por Deus, não tenha medo de se deixar guiar pelo Espírito Santo. Deixemo-nos contagiar pela santidade de Deus ”.

Nunca esqueçamos que somos chamados a ser santos! E que devemos lembrar e ser gratos pela vida daqueles homens e mulheres que deram tudo por amor.


 https://www.aciprensa.com/recursos/que-se-celebra-en-la-fiesta-de-todos-los-santos-1700/

15 outubro, 2021

Santa Teresa de Avila



Lembramos hoje, a vida de santidade da que mereceu ser proclamada “Doutora da Igreja”: Santa Teresa de Ávila (também conhecida como Santa Teresa de Jesus). Teresa nasceu em Ávila, na Espanha, em 1515, e foi educada de modo sólido e cristão.

Aos vinte anos, ingressou no Carmelo de Ávila.

Certo dia, foi tocada pelo olhar da imagem de um Cristo sofredor, assumindo a partir dessa experiência a sua conversão e voltou ao fervor da espiritualidade carmelita, um ponto de criar uma espiritualidade modelo.

Foi grande amiga do seu conselheiro espiritual, São João da Cruz, também Doutor da Igreja, místico e reformador da parte masculina da Ordem Carmelita. Por meio de contatos místicos e com a orientação desse grande amigo, iniciou aos 40 anos de idade, com saúde abalada, a reforma do Carmelo feminino. Começou pela fundação do Carmelo de São José, fora dos muros de Ávila. Dali partiu para todas as crianças da Espanha, criando novos Carmelos e reformando os antigos. Com isso, provocou muitos ressentimentos por parte daqueles que não aceitavam a vida austera que propunha para o Carmelo reformado. Chegou a ter temporariamente revogada a licença para reformar outros conventos ou fundar novas casas.

Santa Teresa deixou-nas várias obras grandiosas e profundas, principalmente escritas para as suas filhas do Carmelo: “O Caminho da Perfeição”, “Pensamentos sobre o Amor de Deus”, “Castelo Interior”, “A Vida”. Morreu em Alba de Tormes na noite de 15 de outubro de 1582 aos 67 anos, e em 1622 foi proclamada santa. 

No dia 27 de setembro de 1970, o Papa Paulo VI reconheceu-lhe o título de Doutora da Igreja. Sua festa litúrgica é no dia 15 de outubro. Santa Teresa de Ávila é considerada um dos maiores gênios que a humanidade já produziu.

adap: canção nova

 

29 julho, 2021

Santa Marta

 


São os Evangelhos que oferecem notícias sobre Marta de Betânia, uma aldeia a poucos quilômetros de Jerusalém. Irmã de Lázaro e Maria, ela é apresentada como uma mulher diligente e escrupulosa e, certamente, uma das primeiras mulheres a acreditar em Jesus. Ela o hospedou muitas vezes em sua casa, quando estava de passagem para pegar na Judeia. Lucas oferece um retrato detalhado de Marta, descrevendo-a no seu dia a dia. Ao narrar uma das vezes que Jesus se encontrava à mesa com os amigos de Betânia, o evangelista escreve: «Ela tinha uma irmã, chamada Maria, que, estando sentada aos pés do Senhor, ouvia as suas palavras. Marta, ao invés estava muito ocupada com os afazeres de casa. Então, aproximou-se e disse: “Senhor, não se importa que a minha irmã tenha me deixado sozinha no serviço doméstico? Diga-lhe que venha me ajudar”. Mas, o Senhor respondeu: “Marta, Marta, você está ansiosa e ocupada com tantas coisas, mas uma só é necessária“. Maria escolheu a parte melhor, que jamais lhe será tirada”» (Lc 10,38-42).

O Mestre repreende Marta, fazendo-lhe entender que seu louvável serviço arrisca levar-lhe a se descuidar da vida interior. Esta é uma advertência que faz refletir o quanto é importante o nutrimento do espírito, a escuta da Palavra de Deus, pois é esta Palavra que dá sentido à nossa ação quotidiana.

marta--discipula-do-senhor

1º Novembro- Dia de Todos os Santos

  No dia 1º de novembro, a Igreja Católica celebra a Solenidade de Todos os Santos, reconhecidos e anônimos.  É a celebração de todos aquele...